A bola da vez é o 4G, mas 1861 municípios no Brasil não tem nem 3G ainda!
21 de julho de 2014 – 11:30

Sabe qual o maior mal do Brasil? A impunidade! Se tivéssemos uma Anatel atuante, e penas severas para as operadoras, com certeza não teríamos 1861 municípios, cerca de 33% do país, sem 3G, e onde …

Continue lendo »
AutoGuru

Brasil

Jogos

Móvel

Notícias

Home » Notícias

Microsoft e Valve em atrito.

Submitted by on 8 de outubro de 2010 – 10:00

Interação

Clique em +1 e Curtir acima para nos ajudar a promover este artigo.

Uma das vantagens dos consoles da atual geração, com exceção do Wii, é que você pode baixar complementos do seu jogo, chamados de DLC. Sendo assim, você aumenta a vida útil do game e até justifica o valor cobrado, mas para baixar a expansão também é necessário comprá-la. Parece que a Valve, que também é produtora da série Half-Life, acha que a política de complementos que a Microsoft empoe na Live não está de acordo com suas expectativas.

Uma expansão do jogo Left 4 Dead 2, chamada The Sacrifice, está disponível na rede de jogos da Microsoft por 560 pontos, o que significa US$ 7,00. No PC a coisa é diferente, já que a produtora não cobra nada pela atualização, bastando apenas comprar o jogo principal. Se isto não fosse o bastante, a Valve resolveu cutucar a empresa de Bill Gates e Steve Ballmer, colocando uma oferta temporária no valor do jogo Left 4 Dead 2, que está custando agora apenas US$ 6,79, o que significa vinte centavos mais barata do que a atualização dele no Xbox 360, ou ainda metade do valor cobrado pelo jogo original.

Fica bem claro que a Valve deseja que suas atualizações sejam gratuitas, e até já informou a Microsoft disso, mas não há acordo por parte da rede e as atualizações serão cobradas, o que significa mais dinheiro entrando. Recentemente foi anunciado o jogo Portal 2, que virá ao PS3 com suporte a plataforma de atualizações da Valve, o Steam, o que certamente mostra que a Sony é bem mais maleável neste quesito.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


Deixe seu comentário.
*/-->