Nokia 9 supera Galaxy S8 no GeekBench…
22 de maio de 2017 – 15:00

O Nokia 9 finalmente apareceu num vazamentos de benchmark, e já chegou mostrando a promessa de um belo desempenho, ao menos de acordo com os resultados do GeekBench. Nos testes, o aparelho da Nokia teve desempenho …

Continue lendo »
AutoGuru

Brasil

Jogos

Móvel

Notícias

Home » Brasil, Curiosidade, Destaque, Hardware, Internet, Móvel, Notícias, Software, Tablet

Entenda como vai funcionar o “Siga”, sistema para bloquear aparelhos piratas e não homologados pela Anatel [Atualizado]

Submitted by on 17 de março de 2014 – 11:00

Interação

Clique em +1 e Curtir acima para nos ajudar a promover este artigo.

Começa a funcionar hoje o Siga (Sistema Integrado de Gestão de Aparelhos), cujo principal objetivo é retirar do mercado equipamentos de baixa qualidade, conhecidos como “xing ling”. O sistema é bancado por Oi, Claro, TIM e Vivo a um custo estimado de cerca de R$ 10 milhões, e será operado pela ABR Telecom, que já é responsável pela administração da portabilidade numérica e pelo sistema que bloqueia celulares roubados. Inicialmente o objetivo é fazer um diagnóstico e mapeamento, e só a partir do segundo semestre iniciar o bloqueio dos aparelhos não homologados pela Anatel.

O Siga irá se basear no IMEI (International Mobile Equipment Identity) para fazer o bloqueio. O cadastro nacional do IMEI será cruzado com o dos chips (IMSI), permitindo que as operadoras identifiquem se o aparelho é homologado ou não. O site da Anatel permite a consulta dos aparelhos homologados e certificados (veja aqui).

A Anatel e as operadoras não têm ideia de quantos aparelhos não homologados estão em funcionamento hoje no país, e com a entrada em operação do Siga, será possível conhecer esse número. O superintendente de Controle de Obrigações da Anatel, Roberto Pinto Martins, diz que os bloqueios só devem começar daqui a seis meses e que os usuários que usam aparelhos irregulares serão avisados antes de terem o serviço cortado.

Mas porque barrar os xing lings? Segundo a Anatel, estes aparelhos podem prejudicar a saúde dos usuários, pois não se sabe o nível de radiação que emitem e nem os componentes que usam, o que leva a risco até de explosão. Além disso, podem provocar ruídos na rede das operadoras e atrapalhar o uso do serviço de voz ou internet móvel por outros clientes.

Ok, retirar do mercado os xing lings é uma iniciativa válida e excelente, mas a pergunta que fica, e que vem preocupando muitos usuários, é a seguinte: Como ficam os aparelhos originais, que foram adquiridos no exterior legalmente, mas não são homologados no Brasil?

Assim que a fase de bloqueios começar de fato, o Siga irá primeiramente impedir a entrada de novos aparelhos irregulares na rede das operadoras, ou seja, aparentemente os aparelhos não homologados que já estão funcionando na rede, não serão afetados.

O segundo passo, que ainda não está confirmado, seria o bloqueio dos telefones não homologados que já estão em funcionamento, o que então afetaria diretamente usuários que hoje possuem aparelhos originais, mas que não são homologados no país.

Porém, a Anatel pode optar por não adotar essa medida. “A tendência é que esses aparelhos não certificados que estão em operação desapareçam com o tempo. Eles terão que ser substituídos eventualmente e, quando a pessoa fizer isso, não vai mais poder dar entrada na rede com celular irregular”, disse o superintendente Roberto Martins, da Anatel.

Resumindo: A iniciativa da Anatel é focada em bloquear aparelhos de baixa qualidade, sem homologação nenhuma, comprados no mercado paralelo. O controle será feito através do IMEI, e por enquanto a Anatel não irá bloquear nenhum aparelho. A partir do segundo semestre a agência começará a bloquear novos aparelhos que ativarem novas linhas. Ou seja, a principio nenhum aparelho que esteja funcionando hoje deixará de funcionar.

Até o momento isto é tudo o que sabemos, e certeza absoluta de como tudo vai acontecer, só mesmo no segundo semestre, quando a fase de bloqueios for iniciada.

*Atualização: A Sinditelebrasil, órgão que representa as operadoras de telefonia, já disse que não pretende bloquear aparelhos legítimos comprados no exterior.

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


Deixe seu comentário.