A bola da vez é o 4G, mas 1861 municípios no Brasil não tem nem 3G ainda!
21 de julho de 2014 – 11:30

Sabe qual o maior mal do Brasil? A impunidade! Se tivéssemos uma Anatel atuante, e penas severas para as operadoras, com certeza não teríamos 1861 municípios, cerca de 33% do país, sem 3G, e onde …

Continue lendo »
AutoGuru

Brasil

Jogos

Móvel

Notícias

Home » Destaque

Comissão da Câmara aprova proposta para tornar games mais baratos no Brasil

Submitted by on 2 de dezembro de 2011 – 8:00

Interação

Clique em +1 e Curtir acima para nos ajudar a promover este artigo.

De acordo com a Agência Câmara, a Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática (CCTCI) da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (30) um substitutivo para o Projeto de Lei 514/11, que implicará diretamente na produção de jogos eletrônicos nacionais, assim como pode reduzir os impostos para os games de uso doméstico no Brasil.

O projeto reduz a zero as alíquotas de PIS e Cofins incidentes sobre a importação de jogos eletrônicos. Anteriormente, esta redução já é válida, pela Lei 10.865/04, em outros setores, como papel para produção de jornais, livros e até equipamentos para a área cinematográfica.

No quesito dos jogos, esse projeto deve influir diretamente no crescimento do mercado, pois de acordo com o deputado Hugo Motta (PMDB-PB) – que faz parte do projeto –, vai influir diretamente na redução de preços ao consumidor; combate à pirataria e incentivo à produção nacional.

Motta ressalta que o investimento nessa área pode resultar em produções digitais que atingem centenas de milhões de dólares e rivalizam até com estúdios cinematográficos. Ou seja, como o mercado de games movimenta hoje mais dinheiro do que o de música e cinema juntos, essa indústria pode ajudar outros segmentos e também a academia.

O substitutivo, no entanto, ainda será analisado pelas comissões de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Resta a nós torcermos por uma aprovação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


Deixe seu comentário.
*/-->